Ministério da Saúde lança mobilização para testagem de HIV

O Ministério da Saúde, juntamente com estados, municípios e sociedade civil, realizará uma mobilização em todo Brasil oferecendo a testagem para HIV/aids, sífilis e hepatites B e C. 

Durante 10 dias (de 22 de novembro a 1° de dezembro) todas as pessoas que desejarem realizar os testes para saber sua condição podem procurar as unidades da rede pública e os Centros de Testagem e Aconselhamento – CTA. O resultado dos testes leva cerca de 30 minutos e a pessoa recebe aconselhamento antes e depois do exame. Em casos, nos quais o exame indica positivo, o paciente é encaminhado para o serviço especializado.

Segundo o Secretario de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, “O diagnóstico precoce produz dois impactos positivos: o individual e o coletivo. Primeiro, é importante que o paciente saiba que está infectado, isso possibilita um tratamento eficaz e mais rápido, reduzindo os riscos e melhorando a qualidade de vida. Segundo, reduz a carga viral negativa. Viver com HIV não é simples, mas saber é muito melhor".

Com intuito de alertar sobre a importância do diagnóstico precoce, com ampliação do acesso da população aos testes rápidos nas unidades básicas de saúde, a campanha de mobilização “Fique Sabendo” que foi apresentada na terça-feira (20) pelo Ministro da Saúde Alexandre Padilha, é uma estratégia que faz parte das ações que marcam o Dia Mundial de Luta contra Aids, lembrado no dia 1° de dezembro.

Entre as ações, está o lançamento do novo boletim epidemiológico, que traz, como novidade, a inclusão de informações sobre monitoramento clínico dos pacientes, carga viral, contagem de CD4 (situação do sistema imunológico) e tratamento. A ampliação da testagem no pré-natal é um dos destaques. Estudo do Ministério da Saúde com parturientes indica que, em 2004, 63% das mulheres gestantes realizaram o teste. Entre 2010 e 2011, esse índice foi de 84%, um aumento de 21 pontos percentuais. 

Cerca dos 70% de brasileiros que vivem com HIV no país, e que estão em terapia antirretroviral, apresentam cargas virais Indetectáveis, Isso significa que as pessoas portadoras do vírus, que recebem tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão vivendo mais.

O teste é recomendado a toda a população, em especial para alguns grupos de maior vulnerabilidade para a infeção, como homens que fazem sexo com homens, mulheres profissionais do sexo e usuários de drogas ilícitas.


Fonte: Portal da Saúde

Atendimento Online


LiveZilla Live Help

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta
Das 08h00 às 17h

Calendário de Enfermagem 2014


Enquete

Qual o seu maior interesse pelo Programa Proficiência?

Redes Sociais