Influenciados por campanhas, transplantes de órgãos aumentam no Brasil


O Número de transplantes de órgãos tem aumentado no Brasil devido às campanhas de conscientização da população e ações de incentivo a doação de órgãos em todo o país. Segundo o Ministério da Saúde (MS), de janeiro a julho de 2012, foram realizadas 12 mil e 300 cirurgias pelo Sistema Único de Saúde (SUS), registrando um aumento de 12% nos transplantes.

Em 2012, Guilherme de Oliveira, diagnosticado com miocardite viral, doença que consiste em uma inflamação no coração ocasionada por um vírus, teve a vida salva depois   de receber um coração doado no estado do Paraná. Não havendo outros meios para o tratamento da doença, o menino foi submetido a uma cirurgia de transplante pouco mais de seis meses depois da descoberta da doença, período em que aguardava na fila de transplantes do SUS.

A mãe de Guilherme, Sidnéia de Oliveira, ressalta que a atitude da família que decidiu pela doação de órgãos permitiu que uma vida fosse salva.  ”Ele agora está bem, só que o que eu penso é que as pessoas tinham mesmo que doar órgãos porque a família desse menino salvou a vida do meu porque o meu hoje não estaria vivo. Salvou a vida do Guilherme, porque o Guilherme, o médico falou que ele não ia aguentar mais nem uma semana no hospital, não tinha mais medicamento, não tinha mais o que fazer.”

Em parceria com o Ministério da Saúde, o Facebook disponibilizou um espaço onde o usuário da rede social no Brasil pode se declarar doador de órgãos. A ação foi feita com o intuito de que o internauta adicione à sua linha do tempo e compartilhe sua história sobre o porque decidiu se tornar um doador. 

O envolvimento da  população para a doação de órgãos vem crescendo a cada ano no país, avalia o secretário de Atenção à Saúde do MS, Helvécio Magalhães. "O número de transplantes públicos no Brasil, feitos pelo SUS, tem aumentado ano a ano. Isso vai se repetir durante todo o ano de 2012, e iniciamos 2013 com muito boas perspectivas. O engajamento da população é cada vez maior, a demonstração através da nossa iniciativa junto ao Facebook, mais de cem mil pessoas já se declararam doadores. Isso significa uma mobilização dos amigos, da família. É muito significativo. Além de todas as campanhas, participação da sociedade civil, de artistas, de personalidades, das igrejas e dos movimentos sociais.”

Há quatro anos, o Ministério da Saúde utiliza as redes sociais para se aproximar cada vez mais da população, esclarecendo dúvidas, recebendo sugestões, divulgando campanhas e trabalhando no aprimoramento do Sistema Único de Saúde e no bem-estar dos brasileiros. Para todas as pessoas que pretendem tornar-se doadoras de órgãos, torna-se importante esclarecer sua vontade a toda à família, pois, será ela quem de fato decidirá e autorizará a doação, fazendo assim, valer a vontade do indivíduo. 


Fonte: Blog da Saúde

Atendimento Online


LiveZilla Live Help

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta
Das 08h00 às 17h

Calendário de Enfermagem 2014


Enquete

Qual o seu maior interesse pelo Programa Proficiência?

Redes Sociais