Qualidade da educação em enfermagem

Hoje, as notificações de erro são de conhecimento público e muitas vezes são preveníveis. Esses erros podem estar relacionados ao exercício de técnicas de incumbência da equipe de enfermagem. Dentre as possíveis causas da ocorrência desses erros podemos citar: falta de atenção, sobrecarga de trabalho, deficiência na comunicação entre os componentes da equipe, e até mesmo o preparo inadequado dos profissionais por ensino de má qualidade.

O número de escolas de enfermagem é cada vez maior, assim como a sua procura. Assim nos perguntamos: qual a qualidade desse ensino? Ele está atingido os objetivos propostos? Estas instituições estão formando profissionais qualificados para o mercado de trabalho? Os profissionais formados estão preparados para os desafios da profissão? 

Segundo informações repassadas pelo programa de entretenimento da rede Globo de televisão, Fantástico exibido em setembro de 2011, o Ministério da Educação (MEC) ao realizar exame para avaliar a qualidade do ensino nas faculdades de enfermagem do Brasil verificou que a porcentagem de cursos a baixo da média subiu de 6% para 47%. Dados como este apontam para indícios de que a qualidade de ensino e formação não está aumentando concomitantemente ao número de instituições abertas no Brasil (G1, 2011).

Os índices são preocupantes, pois são esses profissionais que estão entrando no mercado de trabalho diariamente, e que irão compor a nova geração de profissionais. No ensino, a universidade deve propiciar oportunidades para a construção do conhecimento, contribuindo assim, para a consciência crítica do aluno. Tanto na graduação quanto nos programas de pós-graduação, é preciso aproveitar todos os campos de ensino, pesquisa e extensão para que a aprendizagem seja mais efetiva e qualificada (PERES, 2002).

Em 2011, o Ministério da Educação (MEC) anunciou o corte de 2.572 vagas do ensino superior em Enfermagem. A redução faz parte do processo de supervisão pelo qual passarão os cursos, em função dos resultados considerados insuficientes no desempenho dos alunos e futuros profissionais de enfermagem. As graduações ficaram com nota 1 ou 2 no Conceito Preliminar de Curso (CPC) de 2010, indicador que indica a qualidade da oferta do ensino em uma escala que vai de 0 a 5 (BRASIL, 2011).

Com as medidas tomadas pelo MEC espera-se que a qualidade do ensino em enfermagem eleve seu nível, oferecendo aos estudantes formação que o deixe preparado para o exercício da vida profissional. Mas não cabe somente ao MEC ou a Instituição de Ensino Superior oferecer um curso de excelência, mas também é de responsabilidade do aluno buscar o conhecimento e atualizar-se frequentemente.

E você leitor, concorda que as instituições de ensino precisam oferecer cursos de maior qualidade? Sabemos que erros ocorrem diariamente, no seu ponto de vista quais são os motivos para que esses erros aconteçam? Deixe sua opinião!


Elaborado por: Cassiana dos Martyres e Isabela Patrícia Borges 


Referências 

G1. Cursos de enfermagem de má qualidade ameaçam vida de pacientes. 19/09/2011. Disponível em: <http://www.gp1.com.br/noticias/cursos-de-enfermagem-de-ma-qualidade-ameacam-vida-de-pacientes-211826.html>. Acesso em: 09 jul. 2013.

BRASIL. MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. MEC corta vagas de cursos de odontologia, farmácia e enfermagem de qualidade insatisfatória. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2011/11/29/mec-corta-vagas-de-cursos-de-odontologia-farmacia-e-enfermagem-de-qualidade-insatisfatoria>. Acesso em: 08 jul. 2013.

PERES.  A. M. Sistema de informações sobre pesquisa em enfermagem: proposta para um departamento de ensino de universidade pública 189 f. [dissertação - Mestre em Administração] Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Florianópolis. Florianópolis: Centro Sócio-Econômico da UFSC, 2002. Disponível em: <http://www.enfermagem.ufpr.br/paginas/publicacoes/Dissertacao_Aida.pdf>. Acesso em: 05 jul. 2013.


Comentário

avatar vivian c.b.costa
+8
 
 
Tem que oferecer maior qualidade, pois vemos todos os dias erros , comprometendo a saúde dos clientes, pois os alunos saem sem qualificação no exercicio da profissão.lamentavél
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Vanda Maria Anselmo dos Santos Machado
+5
 
 
Temos que reconhecer que o número de Faculdades de Enfermagem, cresceu sensivelmente,consequentement e o número de profissionais lançados no mercado também, porém, temos que considerar o que de fato foi bem citado no texto "não cabe somente ao MEC ou a Instituição de Ensino Superior oferecer um curso de excelência, mas também é de responsabilidad e do aluno buscar o conhecimento e atualizar-se frequentemente", mas o que realmente tem impactado na qualificação do profissional de enfermagem é a sua formação básica, do ponto de vista do ensino fundamental e médio, que necessita de readequações, e que tem sido percebida durante a seleção para o ensino SUPERIOR.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar sergio da silva torres
+4
 
 
Gostei, e espero que melhorem, afinal estamos falando de vidas humanas, ainda que fossem vidas animais, devemos respeitar, pois vida é vida.

Att
Sergio Torres
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Flavia Luiza
+2
 
 
Continuo a dizer que o grande ´problema ainda são as politicagem existentes no setor da saúde!! E me indigna saber que como abordei essa temática, meu comentário não foi publicado aqui! Fico triste com essa atitude.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Diane
+2
 
 
O problema esta na instituiçao e no professor, e também no aluno,pois estamos na era da tecnologia, onde o conhecimento esta acessível para todos,onde o aluno pode aprender muito.Depende do interesse de envestir auto-conhecimen to.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Ricardo
+7
 
 
Sobre o processo de ensino: Hoje cresceram os cursos de enfermagem e realmente as IES (instituições de ensino superior) e as de ensino em nível médio não estão preparadas para oferta desses cursos. Percebe-se que falta infra estrutura adequada, como por exemplo algumas nem tem laboratórios para a pratica e nem mesmo docentes qualificados com formação em docência (licenciatura ou programas similares) ou mesmo mestrado, doutorado, o qual seria uma exigência. Podemos perceber também que o profissional Enfermeiro sai direto da faculdade, sem base nenhuma para atuar como docente e já diretamente é contrato pelas essas instituições afim de supervisionar, monitorar estágios.
Hoje o que mais me entristece é saber que a fiscalização dos sistemas COREN está praticamente impedida de notificar as instituições de ensino médio , motivo esse que a responsabilidad e total ficou apenas para a Secretária de Educação (fala de uma fiscal do COREN do Estado de São Paulo).
Quando passei a dar aulas em algumas instituições de ensino médio a qual oferece cursos de Técnico em Enfermagem, aqui no estado de São Paulo, pude perceber as falhas: Docentes despreparados sem formação pedagógica, sem didática e sem perfil ético lecionando; Técnico em radiologia ministrando aulas de anatomia e fisiologia em cursos de enfermagem; Docentes indo para campo de estágios com seus estudantes e permanecendo no campo apenas 1 hora, dispensando os estudantes e registrando 5 horas diárias; Carga horaria de estágios, o qual deveria ser no mínimo 400 horas para conclusão em Auxiliar Técnico em Enfermagem e 200 ao técnico em Enfermagem com menos de 80% sem conclusão e o docente assinando inclusive com o consentimento de coordenação de curso (ENFERMEIRA).
E uma preocupação mais grave ainda: Alguns pareceristas das empresas contratas a prestarem consultoria e dar seus pareceres sobre os funcionamento dos cursos, indo ao local para fazer a vistoria, sentando, tomando cafezinho e ate mesmo pedindo para as escolas ficarem tranquilas que já estavam aprovadas. Isso é o cumulo... chegam de surpresa e são recebidos com um excelente COFFE, já com o intuito de chamar a atenção do pareceristas ao luxo do COFFE e mesmo acaba ficando alienado aos prazeres das guloseimas e esquecem realmente da visita, passa-se o tempo, chega o almoço e a hora do mesmo ir embora aprovando a instituição. Incrível.
Será que o meu manifesto convence aos colegas do fórum que uma das parcelas de culpa tem um percentual alto em relação a formação? a Instituição a qual o formou? Ao docente que participou desse processo, digamos, que seria a transformação do sujeito, suas virtudes e o comprometimento com a ética.
Muito preocupante a situação dos erros, más a formação prejudicada contribui sim!

Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Ricardo
+13
 
 
Temos até Faculdade aqui no Brasil que oferece Curso de GRADUAÇÂO em ENFERMAGEM modalidade EaD - A distância.
Inadmissível.
SISTEMAS COFEN E CORENs , OLHA ESTÁ NA HORA DE AGIREM , PRECISAM ENTRAR NA JUSTIÇA COM UM PEDIDO URGENTE AO MINISTERIO PUBLICO A INTERVERIM NESSA SITUAÇÃO DA FORMAÇÃO E QUEIRA OU NÃO AS SECRETARIAS DA EDUCAÇÃO TEM QUE ACEITAR NOSSOS PARECERES. AS EMPRESSAS CONTRATADAS PARA PARECERES NÃO ESTÃO OLHANDO A ATUAÇÃO DE SEUS PARECERISTAS. ELES ESTÃO APROVANDO OS CURSOS EM NIVEL MÉDIO A FUNCIONAREM, MESMO SABENDO DAS IMPLICAÇÕES QUE COM CERTEZA ATINGE A NOSSA CLIENTELA.
O Interessante seria criar uma comissão, montar uma equipe de especialistas em formação e fazer vistorias dessas escolas.
O artigo é legal, maravilha escrever, publicar como o da autora que postou esse artigo, más precisa-se intervir e melhorar esse ensino.
Se precisar de sugestões me escrevam.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Tatiana Lima
+11
 
 
E a os cursos do proficiência vão ser extintos?
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar ozileia barbosa de souza
+3
 
 
o curso de enfermagem é de má qualidade, os professores nao estao preparados, e após a formação do aluno as instituições nao dao qualidade para aqueles que pretendem fazer um trabalho com dignidade. e o COREN e COFEN deveriam se preocupar com esta situação dos profissionais e sem emprenharem em locarem os mesmos após a sua formação.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Patricia Liz de mello
+2
 
 
visitei o blog somente para saber porque o cofen pela decisão de 08/08/2013 suspendeu os cursos do proficiência...se alguém souber, por favor poste aqui! Ou entre em contato comigo!
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Angela Albertini
+2
 
 
Não vai haver mais os cursos da proeficiência???
Recebi senha e login para participar mas até o presente
momento não consegui entrar no portal.
Agradeço se for respondida.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Cristiane Rodrigues
+1
 
 
É bastante preocupante o ensino em todos os niveis de enfermagem, pois esxitem muitas escolas sem a menor condição de formar profissionais, e muitas delas orientam os professores a não reprovar o aluno mesmo quando nesse não se encontra nenhuma caracteritica necessaria para sua atuação junto a enfermagem.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
avatar Maria Rita Ferreira
+5
 
 
Nao to conseguindo nem u m curso gratis.
Nome *
Email (Para verificação e respostas)
Código   
ChronoComments by Joomla Professional Solutions
Enviar comentário
Cancelar
Verifique o Nome *
Informe o Email*
Verifique o Código*   
Chronocomments
Enviar Comentário

Arquivo


Warning: Creating default object from empty value in /var/www/html/proficiencia_cofen_gov_br/site/modules/mod_latestnews/helper.php on line 109

Warning: Creating default object from empty value in /var/www/html/proficiencia_cofen_gov_br/site/modules/mod_latestnews/helper.php on line 109

Warning: Creating default object from empty value in /var/www/html/proficiencia_cofen_gov_br/site/modules/mod_latestnews/helper.php on line 109

Warning: Creating default object from empty value in /var/www/html/proficiencia_cofen_gov_br/site/modules/mod_latestnews/helper.php on line 109

Warning: Creating default object from empty value in /var/www/html/proficiencia_cofen_gov_br/site/modules/mod_latestnews/helper.php on line 109

Enquete

Como você ficou sabendo do Programa Proficiência?